GESTÃO DA PROCURADORA RAQUEL DODGE

Ao ser indicada para exercer o cargo de Procuradora Geral da República, a jurista RAQUEL DODGE foi submetida à tradicional sabatina na Comissão de Justiça do Senado Federal, em sessão a que compareci, distinguido por menção dela própria e do Presidente daquele Colegiado, pela circunstância de haver dirigido, em décadas passadas, a Chefia do Poder Legislativo, enfrentando, na época, questões delicadas, a exemplo do impeachment do Presidente Fernando Collor de Mello, num rumoroso processo de larga ressonância, ensejando a ascensão do Vice Itamar Franco, ilustre filho de Juiz de Fora, que teve exemplar desempenho á frente de Poder Executivo Federal.

Mauro Benevides, jornalista e senador-constituinte

Juntos havíamos chegado ao Congresso, em 1975, liderados por Franco Montoro e Paulo Brossard, porfiando sintonizados em todos os instantes turbulentos a que tivemos de enfrentar, ao lado de outros brasileiros ilustres, a exemplo de Petrônio Portela, Luiz Viana Filho, Magalhães Pinto e correligionários como Orestes Quércia, o mais jovem e também o mais votado na competição levada a efeito, em 1974, quando, da Assembleia Legislativa do Ceará, fui compelido a batalhar na disputa majoritária, para a única vaga na Câmara Alta, logrando surpreendente vitória, estimulado pelo apoio ostensivo de Ulysses Guimarães e do habilidoso Montoro – nomes de maior expressão na vida parlamentar brasileira, pelo lado oposicionista, além de situacionistas como Petrônio e Eurico Rezende, bem assim, tantos outros que atuavam, brilhantemente, no âmbito do Poder Legislativo Federal.

Quando da instalação da Assembleia Nacional Constituinte, fui consagrado para desempenhar a função de 1º Vice-Presidente, substituindo o “Senhor Diretas”, em seus impedimentos, procurando seguir suas diretrizes, a fim de que alcançássemos, sem maiores delongas, a normalidade institucional do País, missão que recebemos do eleitorado, em manifestação explícita, externada em urnas livres.

No ano passado, ao receber MEDALHA DA OAB NACIONAL, pelos 30 anos da Carta Cidadã, das mãos do então Presidente Carlos Lamachia, afirmei que tudo faria para que os preceitos constitucionais fossem cumpridos, integralmente, nos termos preconizados pela Lei Maior brasileira, esta, prestes a completar, no próximo 5 de outubro, 31 anos de vigência, acontecimento que merece ser realçado com todo brilhantismo.

 

contato@frentesparlamentares.com.br | (61) 99618-7463 (Joaquim do N. Gomes/Redator)

Fonte: Assessoria de Imprensa Mauro Benevides

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *